Um pouco de história

A presença dos aplicativos AZ na América Latina se deve, principalmente, ao interesse de dois importantes ilustradores argentinos: Sebastián Cabrol e Alex Dukal. Conforme artigo anterior, Dukal foi o criador do blog Mundo AzDrawing e de alguns conjuntos de pincéis. Mas foi através de Cabrol que ele teve o primeiro contato com o Azdrawing. A partir de então, Dukal tornou-se uma espécie de embaixador do AzDrawing “nestes mares do sul” – parafraseando Lulu Santos – graças a quem o AzDrawing chegou ao conhecimento de usuários no Uruguai e no Peru, além de Mozart Couto, a quem citamos sempre desde o lançamento do AzNoSekai.
Num artigo anterior sobre artistas usuários de aplicativos AZ, citamos outros ilustradores argentinos, mas os pioneiros, até onde pudemos verificar na Net, são Cabrol e Dukal.
Corrigindo o que escrevi no artigo anterior, Alex Dukal não deixou de utilizar o AzDrawing. Na verdade, ele tem uma instalação da versão em espanhol do AzDrawing 2 rodando redondo em uma máquina com MS Windows 10! Portanto, para aqueles que não desejam abandonar a plataforma Windows, é possível, sim, usufruir de todo o potencial deste incrível programa para rascunho e arte-finalização.
A propósito, percebemos, por parte de “nuestros hermanos de Latino America”, uma preferência pelo AzDrawing, mesmo em trabalhos coloridos, como é possível ver neste artigo de Alex Dukal. Já no Japão e aqui no Brasil, o “xodó” tem sido mesmo o AzPainter: basta observar os sites de tutoriais e dicas em japonês que se estão em nossa lista de links, bem como no seminal review de Mozart Couto, feito em 2014. Foi a partir dele que, em fevereiro do mesmo ano, resolvi começar a tradução do AzDrawing e AzPainter* para o português do Brasil. Assim, hoje temos, ainda que passível de correções e melhorias, os aplicativos AZ falando a nossa língua.
Nosso sincero desejo é de que esse suporte ao trabalho abnegado de Azel continue em todos os países lusófonos e hispânicos, nas Américas e na Europa. Também desejamos que mais e mais usuários deste lado do planeta conheçam estes programas e possam utilizá-los para fazerem trabalhos belíssimos como os que temos visto e repostado neste espaço. Fazer esta singela homenagem aos que primeiro experienciaram e divulgaram os programas de Azel, prestigiando e chancelando a qualidade excepcional dos mesmos com seus nomes e credibilidade no mundo da ilustração e dos quadrinhos, é o mínimo que podemos fazer como demonstração dos nossos sinceros agradecimentos.

¡Saludos desde Brasil!

Os pincéis AD estão de volta!

Hoje, por um acaso, revisitei o blog Mundo AzDrawing, do artista argentino Alex Dukal, o qual foi – e ainda é para mim – uma referência sobre aplicativos AZ em idioma latino. Foi, inclusive, uma inspiração para tornar-me tradutor dos aplicativos AZ para o português do Brasil e para lançar os blogs AZnoSekai e AZ World: observem que ambos os nomes fazem referência ao “mundo”, da mesma forma que o blog do Alex (sekai = mundo em japonês).
Observei, nessa revisitação, que havia comentários recentes no blog, já deste ano de 2017, após cerca de 3 anos de aparente inatividade. Sabendo que Alex Dukal poderia me responder, aproveitei o ensejo e pedi-lhe que disponibilizasse novamente os pincéis que criou para o AzDrawing para Windows, os quais podem ser igualmente utilizados tanto no AzDrawing como no AzPainter2 para Linux. Para minha surpresa, a resposta foi quase imediata: em questão de minutos, Dukal não só respondeu como reativou os links para seus pincéis e lápis AD, conforme os comentários abaixo:

alex_dukal

Abaixo seguem amostras dos pincéis e lápis, feitas pelo próprio Alex Dukal, juntamente com os links para download.

azdrawing_ad-pencils

AD_Pencils

ad_impressionist_brush

AD_Impressionist_Brush

azdrawing_ad-brush-mix-vol1

AD_Brushes_Mix_vol_1

Copio aqui, conforme o texto original de Dukal, as instruções de instalação dos pincéis (em espanhol):

COMO AGREGAR CADA PINCEL A AZDRAWING 2:

  1. Copiar el contenido de las carpetas “Brush” y “Texture” a las correspondientes carpetas del programa.
  2. Abrir cada archivo de texto con un editor de texto plano Por ejemplo: Bloc de Notas
  3. Seleccionar todo el código y copiarlo al portapapeles (Ctrl+C)
  4. Abrir AzDrawing 2 y hacer Click derecho sobre el listado de pinceles. Del menú contextual que se abrirá, elegir la opción “Agregar desde Portapapeles”

Si todo salió bien, el nuevo pincel se habrá agregado al final del listado de pinceles.

Repetir el procedimiento por cada pincel que deseemos agregar.

Cabe ressaltar que este procedimento foi escrito para o AzDrawing para Windows. Eu ainda não testei no Linux, mas sei que funciona (parafraseando o apresentador Sílvio Santos) pois o João Mausson os tinha instalado no AzDrawing sobre o Ubuntu. 😀
Recomendo fortemente a visita ao blog Mundo AzDrawing e prestigiar a arte deste grande contribuidor para a popularização dos aplicativos AZ nos países hispano hablantes. Vida longa a Alex Dukal! \o/

Artistas do Mundo AZ

Além do Mozart Couto, João Mausson, Alex Dukal (nos bons tempos do AzPainter2 para Windows) e outros artistas já referidos aqui, existem vários outros artistas de qualidade excepcional que trabalham, primariamente ou não, com os aplicativos Az, especialmente o AzPainter. Muitos deles postam seus trabalhos no DeviantArt, no Pixiv ou outros sites comunitários, já outros possuem sites próprios. O fato é que a comunidade de usuários é grande e se espalha pelo mundo.
Graças ao trabalho do Alex Dukal, o AzPainter e o AzDrawing são bem conhecidos da comunidade de ilustradores hispânicos, tanto na Europa como na América Latina. Um dos grandes usuários do AzDrawing para Windows é o arte-finalista argentino Jorge Copo, dono de um traço marcante e preciso. Suas imagens de Boba Fett, Batman e Wolverine feitos no AzDrawing são verdadeiramente impactantes. Outro bom exemplo vindo da nossa vizinha Argentina é o animador e ilustrador Seian.
No mundo da cor, chama a atenção o trabalho do artista japonês conhecido como 0xconfig. Seus trabalhos de fanart para Tone Sphere/Darksphere são de fazer prender a respiração. Até hoje eu me pergunto se ele conseguiu fazer tudo aquilo mesmo usando apenas o AzPainter/AzPainterB for Linux! Sinal de que eu conheço muito pouco o potencial dos aplicativos de Azel… Além do perfil no DeviantArt, ele possui um site próprio onde é possível ver seus trabalhos e adquirir produtos personalizados – se você morar no Japão.
Vendo os trabalhos de artistas como os citados é que percebemos o poder destes maravilhosos aplicativos. A maioria dos demais artistas que trabalham com os aplicativos Az os utilizam apenas para uma etapa do processo – muitos deles usam o AzDrawing para sketches e/ou arte-finalização, para depois colorirem no Photoshop. Boa parte deles possuem computadores da Apple – penso eu ser um fetiche dos ilustradores de um modo geral.
Com o surgimento dos appimages, penso que podemos ver mais artistas gráficos usando os aplicativos Az sobre Linux. Com uma distribuição da preferência do usuário, bastaria baixar o appimage, torná-lo executável e correr pro abraço. Ou gerar uma cópia do sistema que se está usando, já com todos os aplicativos instalados e configurados, e distribuir para os colegas ilustradores. Assim, poderemos ver mais trabalhos inspiradores, inovadores, ousados, livres… Como deve ser no Mundo AZ.